(1937 – 1998) Escultor primoroso, entalhou figuras inspiradas nas formas de raízes e troncos de madeira, que encontrava ao acaso. Em alguns anos de atividade, especializou-se na feitura de imagens sagradas e de santos. Dotado de grande refinamento estético, suas obras tem estilo inconfundível.  Benedito tem peças expostas em museus na Austrália e na Itália. Seu filho Rosalvo dá continuidade a sua temática e repertório.

As obras de arte popular são desenvolvidas por artistas de forma manual. Podem conter diferenças de cor, imperfeições, ranhuras e assimetrias.